Páginas

domingo, 11 de julho de 2010

ALEMANHA

Sem agência, um casal, duas bases, 30 dias, 11 cidades


O planejamento começou 6 meses antes, procurando informações sobre tudo o que poderíamos fazer. Começamos dividindo a Alemanha em duas partes: Norte e Sul, pois tínhamos duas bases para pernoitar: no Norte (Hamburg), na casa do meu irmão; e no Sul (Nürtingen), na casa de meus primos.


Definimos as datas das férias e começamos a colher informações de quais cidades seriam interessantes de conhecer. Meu marido é aficcionado por automóveis e aviões, e a Alemanha transpira isso por todos os lados, assim, muitos dos programas incluíram visitas a museus e feiras que englobassem os assuntos prediletos do meu amado.


Como de costume, fiz um tabelão – tipo calendário – e fui lançando lá tudo o que a gente gostaria.


Descobrimos que no período em que estaríamos lá – setembro/outubro – aconteceria em Frankfurt o IAA (Salão do Automóvel, que acontece ano sim ano não); sabíamos que não podiam faltar Berlim e Munique; e também queríamos visitar a Autostadt, um museu de carros do grupo VW, em Wolfsburg; e assim delineamos o roteiro:


• Base Norte – Hamburg, Soltau, Frankfurt, Wolfsburg, Berlin, Potsdam


• Base Sul – Esslingen, Stuttgart, München, Hohenschwangau, e uma esticada até Paris, que vai ficar para um post totalmente a parte...


Não conseguimos ver juntos: Köln e Lübeck – mas eu estive com meu irmão nestas cidades em viagens anteriores, e vou contar pra vcs tb...


Bom... para ver tudo isso, em tão pouco tempo, no munimos de muita energia e da aquisição mais importante para esta viagem: um passe de trem! Sim, porque se tivéssemos comprado tickets de trem individuais, não teríamos feito nem 1/3 dos passeios, pois a grana não daria... Eles podem ser comprados direto no site ou, aqui no Brasil, através da Central de Intercâmbio . O mais interessante é que – viajando em família – os preços ficam ainda mais interessantes...


Mas, antes de falar das cidades em si, quero dizer também que estivemos quase todo o tempo sem carro... Então nos locomovíamos essencialmente de trem e a pé mesmo... Com isto, duas informações se tornaram bem importantes... dicas que ninguém lembra de te contar:


• Pedestres e ciclistas sempre têm preferência no trânsito, mas NUNCA transite a pé pela ciclovia... os alemães ficam bem nervosos qdo isso acontece...
• Escadas rolantes: nas estações de trem principalmente, sempre se posicionar à direita na escada rolante; os apressadinhos fazem ultrapassagem pela esquerda! E se vc estiver estorvando na esquerda, eles reclamam!
• Trens e ônibus são super pontuais! Chegou um minuto atrasado? Perdeu o trem! Por isso é importante ter mais de uma opção de conexão/baldeação, pois com criança pequena, por exemplo, é quase impossível fazer uma conexão em 2 minutos... As estações de trem têm pontos de informação eletrônicos (em diversos idiomas) que imprimem na hora algumas opções de itinerários para os destinos desejados...
• Quando ir... No inverno e no verão eu acho meio punk! Os extremos de frio e calor podem desanimar alguns passeios... Eu gosto de ir na primavera! É logo depois da temporada do começo do ano... de março a junho mais ou menos.




HAMBURGhttp://www.hamburg.de/

Em 2003 fiquei em Hamburg um mês, fazendo um curso intensivo de alemão... E com isto, ficava fuçando a cidade todos os dias depois da aula... O que eu mais gostei:


- A estação central de trem (Hauptbahnhof): tem uma arquitetura linda, como a maioria das estações que conheci na Alemanha; milhares de lojinhas incríveis, incluindo perfumarias (http://www.douglas.de/) e livrarias, além de opções de fast food, padarias e lojas de presentes. É na estação central também que acho que vemos a maior concentração de pessoas que vão e vem naquela correria urbana e permite observar um pouco como é a cultura local... Café da manhã, por exemplo, o que mais vi foi “Coffee-and-go”... Passa no fast food, pega um café (que na verdade parece mais um cháfé), um croissant e corre pro trem! Dentro dos trens e metrôs o que mais vi foram pessoas recebendo e enviando sms pelo celular e muita leitura! Acho que não vi um alemão que não tivesse um jornal ou um livro na mão.


- A região central: nela estão a Rathaus (prefeitura) e em frente a ela acontecem as feirinhas de comidas típicas e de Natal; algumas igrejas ou o que restou delas; a Kunstalle – uma galeria de arte que ficava em frente ao meu curso de alemão, vale a visita; e o Lago Alster.


- Na região do porto: o Porto em si é uma paixão a parte e você pode – em vez de comprar um pacote num barco turístico – comprar um ticket de transporte local, que inclui ônibus, trem e barco, que vc pode embarcar num barco de linha, bem mais barato e conhecer todo o rio Elba. Um passeio incrível para se fazer no fim da tarde e acompanhar o pôr-do-sol. Além disso, há passeios pelos canais de Hamburgo (que é considerada a Veneza da Alemanha). Na plataforma do porto, estão algumas lojinhas e lanchonetes, da qual eu destaco a Nordsee (www.nordsee.de), que tem os peixes típicos deles, e eu gosto muito...


- Também na região do porto está o Fischmarkt... além do mercado de peixe, a partir das 5h da manhã eles servem um café da manhã incrível, com todo o tipo de público... Desde os velhinhos que vêm comprar cedinho no domingo, até os jovens de todos os estilos possíveis que estão voltando da balada; Aliás, dizem que é uma balada a parte... Eu nunca consegui chegar em tempo... rsrsrsrs...


- St. Pauli ou Reeperbahn: nesta rua estão todos os pubs, bares, teatros e também sex clubs e bordéis (ao estilo de Amsterdã);


COMES E BEBES: no caso de Hamburgo, existe uma bebida local, como se fosse uma vitamina, muito saborosa: o KiBa... uma vitamina de cereja (Kirsche) e banana, apresentada em copo de vidro transparente, sendo que as duas partes ficam bem divididas no copo. Bonito e gostoso.


No centro pode-se encontrar o almoço dos alemães urbanos: os COMBOS de Bratwurst ou Currybratwurst... Um salsichão grelhado no pão, com Cola (a boa e velha Coca) e às vezes com Pommes (batata-frita); Eles comem em pé, apoiados em pequenas mesas tipo bistrôs, espalhadas pelo calçadão. A sensação é de que eles não têm tempo para almoçar...


COMPRAS: Fischmarkt, estação central de trem e centro de Hamburgo, onde estão as lojas de eletrônicos (www.saturn.de e www.mediamarkt.de), livrarias e papelarias; e as lojas de departamento (www.karstadt.de) e grandes marcas.


 
PARQUE DE DIVERSÕES: em Soltau, região de Hamburg, está o Heide Park (www.heide-park.de). Para chegar lá, um ônibus sai da estação rodoviária de Hamburg. A montanha russa tem uma das maiores inclinações do mundo, com recorde no Guinness Book e também tem show com golfinhos


---


LÜBECKhttp://www.luebeck.de/

Lübeck é uma cidade beira-mar, de arquitetura gótica, muito bonita... É a cidade para onde os alemães vão nas férias, o que quer dizer que não é um destino muito conhecido pelos estrangeiros... Foi em Lübeck que surgiu o Marzipã... um doce a base de amêndoas delicioso...


---


WOLFSBURG – www.wolfsburg.de


 
 
Em Wolfsburg a gente só conheceu a Autostadt (www.autostadt.de), um parque temático sobre automóveis, das marcas do Grupo Volkswagen; Tem também um museu muito bacana, um restaurante lindo e lojinhas... Meninos e papais costumam ‘pirar’... Ah! As duas torres de vidro na foto são na verdade "depósitos" de carros novos... Comprou um Zero km? Pede pra entregar lá... rsrsrsrs... um robô pega o seu carrinho na prateleira, num andar lá de cima e te entrega na Autostadt... Chique, né? rsrsrs

---


BERLINhttp://www.berlin.de/ – http://www.visitberlin.de/

Berlin é uma das minhas cidades preferidas, especialmente porque vc consegue fazer praticamente tudo a pé ou de metrô. A cidade é plana e exala história por todos os lados, então, tendo pernas, o negócio é aproveitar. Partes do famoso muro podem ser vistar por toda a cidade e existe uma linha traçada no chão (com um tipo de calçamento vermelho) que mostra por onde ele passava.


O que não dá pra deixar de ver:
• Portão de Bradenburgo

• Rotes Rathaus

 
• Fernsehturm: vista panorâmica incrível; subida em elevador

• Kaiser-Wilhelm-Gedächtniskirche: uma igreja parcialmente reconstruída, mostra o contraste da arquitetura original com a moderna

• KaDeWe: um centro de compras de tirar o fôlego; cada andar se dedica a um tipo de produto... O andar dos chocolates é incrível e, no último andar, tem um jardim de inverno lindíssimo onde também estão os restaurantes (carésimos, no caso)

 

• Zoo e Aquário: Top das atrações para crianças! Tem urso panda e urso polar... E o Aquário fica dentro do Zoo, mas a entrada é a paga separadamente


 
• Siegesäule: a Coluna do Triúnfo é o lugar onde geralmente os jovens se reúnem para manifestações de todos os tipos... Também tem vista panorâmica linda, especialmente do Tiergarten, um parque lindo e verdíssimo... Mas aqui a subida é a pé, pelos 285 degraus... Um pouco cansativo para pequenos... (Na foto da vista, é possível ver ao fundo e à esquerda a Fernsehturm)


• Potsdamer Platz – SonyCenter: todas as novidades tecnológicas da Sony, mais cafés e bares lindos que ficam sob um ‘chapéu’ de luzes... Só vendo!
• Museum für Naturkunde: É um dos maiores museus de história natural do mundo, também incrível para crianças, tem o maior esqueleto de dinossauro montado logo na entrada.

ONDE FICAR: nós ficamos num albergue que tem acomodações para família e café da manhã tudo de bom...


---


POTSDAMhttp://www.potsdam.de/

Próxima a Berlin, Potsdam tem um parque lindo para se visitar, especialmente se vc tiver bicicletas disponíveis... Trata-se de um, digamos, condomínio de castelos com um mega jardim-parque à disposição para passeios... Park Sanssouci: http://www.sanssouci-sightseeing.de/





---


KÖLN (Colônia) – http://www.koeln.de/ - http://www.koelntourismus.de/

Já ouviu falar em “Água de Colônia”? Pois é, ela é original de Köln! Colônia também tem uma catedral imensa, gótica e linda; está às margens do Rio Reno, tem diversas igrejas e museus, incluindo um dedicado ao Chocolate! Esse é perfeito para o passeio com as crianças...


Em Colônia também está a maior concentração de brasileiros na Alemanha... Muito universitários realizando intercâmbio inclusive.


Kölner Dom (Catedral): dá pra subir até a torre, mas é um subidão a pé em escada que muitas vezes fica estreita... Vale o cansaço, mas é preciso um braço forte para carregar os pequenos...


Museu do Chocolate: http://www.schokoladenmuseum.de/ - Bom, para os chocólotras, nem precisa maiores explicações... rsrsrsrs


Passeio de barco pelo Rio Reno: TEM QUE! É muito lindo e vale muito a pena... http://www.koelntourismus.de/stadtfuehrungen/schiffstouren.html

---


ESSLINGEN AM NECKAR - http://www.tourist.esslingen.de/servlet/PB/menu/1294818/index.html

Esslingen é daquelas cidades de onde devem ter saído os alemães que vieram para o sul do Brasil... a arquitetura típica é o que mais se encontra aqui... Uma cidadezinha linda (especializada em vinhos espumantes) que vale a visita.


Na mesma região, na cidade de Neuffen, pode-se encontrar a Maior Ruína de um Castelo, o Hohenneuffen Burg. Lugar ideal para um picnic com a família... Quando estive lá, coincidentemente estavam decolando diversos balões e planadores; o céu estava muito azul; e nós estávamos em família, com o maridão, meu irmão e primos, incluindo seus filhos que na época eram pequenos ainda... Inesquecível! - http://en.wikipedia.org/wiki/Hohenneuffen_Castle

 


---


STUTTGARThttp://www.stuttgart.de/

Se vc perguntar para o meu marido o que tem em Stuttgart, ele vai responder imediatamente: os museus da Mercedes e da Porsche! Em 2005 só o antigo museu da Mercedes estava em funcionamento, o novo eu ainda não conheço, mas dizem que é lindo e o da Porsche também reabriu recentemente ao público.


Para quem vai entre setembro e outubro, como foi o nosso caso, existe a Cannstatter Volksfest, como se fosse a Oktoberfest, só que com as cervejarias locais de Stuttgart. É uma festa imensa e incrível, com parque de diversões e entretenimento para toda a família:

Ludwigsburg: fica perto de Stuttgart e tem um palácio com lindos jardins. Especial para crianças, tem o “Märchengarten”, o Jardim dos Contos de Fadas, com figuras e representações das fábulas alemãs... Por exemplo, tem uma torre para onde se grita “Rapunzel! Jogue suas tranças!” e descem tranças ao seu encontro!

Sinsheim: um pouco mais distante de Stuttgart, fica o Auto und Technik Museum, outra ótima pedida para os amantes de carros e aviões; Tem também um cinema 3D...

 
O QUE COMER: aqui nesta região, não deixe de provar: Maultaschen (um ravióli gigante recheado com carne de porco e espinafre... uma delícia); Spätzle (massa) e de sobremesa um Apfelstrüdel (torta de maçã)


---


MÜNCHENhttp://www.muenchen.de/Tourismus/14/index.html

Das duas vezes que fui a Munique, não consegui ficar e visitar muita coisa... Foi na correria mesmo; então só vimos os imperdíveis:


Deutsches Museum: ENORME, é de longe o melhor museu que eu já fui na vida! Dividido por áreas da ciência, tem de tudo, desde construção de minas, passando por aviões, instrumentos musicais e chegando a um planetário. Tem que ir!



Hofbräuhaus: Quer conhecer uma cervejaria alemã? Este é o lugar mais típico! Lindo (mas um pouco malcheiroso, por causa do cigarro que é liberado nas áreas fechadas)... A pedida? Uma caneca de 1 litro de cerveja, bretzels (um pretzel salgado) e um prato de salsichões, com salada de batata e chucrute. Foi neste lugar que Hitler sofreu um de seus atentados... Quanto custa a brincadeira? Veja o Menu


---


HOHENSCHWANGAU - http://www.neuschwanstein.de/englisch/tourist/index.htm

O castelo que inspirou Walt Disney para a história da Cinderela é o mais lindo de todos... A chegada ao castelo se dá de ônibus até uma parte e o resto se faz a pé e vai-se descobrindo – aos poucos – entre as árvores, a silhueta do castelo, uma coisa lindíssima e emocionante... Um dos momentos em que chorei mesmo de emoção (depois disso, só na Torre Eiffel...).


Para chegar lá, fomos de trem até Füssen e de lá tomamos um ônibus que andou uns 8 minutos até chegar em Hohenschwangau, a cidade onde está o castelo.


---


GUIAS:


http://beta.arrivalguides.com/en/Travelguides/Europe/Germany
http://publifolha.folha.com.br/catalogo/livros/135552/; o meu predileto! É caro, mas é o melhor guia de todos em português...
http://www.4shared.com/document/LKFBW0dh/Viagem_e_Turismo_2006.html  - algum material que eu tinha e escaneei...
http://www.djh.de/ – Albergues


---


E aí? Se animou?


Boa viagem!


Viaje mais por menos!

7 comentários:

Carol Garcia disse...

como é que eu não ia me animar?????
ótimo post! mto obrigada!
adorei!
que viagem bacana!
do jeito que eu gosto!
bem do tipo que fizemos amsterdam e barcelona!
tudo de bom!
posso abusar?
minha base vai ser colônia ou dusseldorf!
me ajuda?
kkkkk

bjo bjo
carol

Coisas de mãe disse...

Oi Lilian, adorei o post. Ainda não li tudo, mas já gostei! Fui direto pra Berlin porque fui pra lá este ano e AMEI!!!!!!!!!! Não levei meus filhos mas me acabei nos brinquedos no ultimo andar da Ka De Wee! Eu fiquei no Circus (você conhece?), uma delicia!

Obrigada pelo selinho!!

Vou ler o resto do post!

beijo

Patrícia Viale disse...

Viajei junto com vocês!!!! Muito legal! estou seguindo o blog e me inspirando!!

Ana do Chá e Viagens disse...

Lilian
Parabéns pela viagem e pelo post, muito bacana, ainda não conheço, mas já guardei as dicas.

Bjokas
Ana

Anônimo disse...

Demorei "um pouco" a esbarrar com esse post. Mas, só agradecer, cumprimentar e dizer que está tudo anotado !
Mil parabéns !
Sergio de Rio do Sul, SC

Helenice Figueiredo disse...

Olá Lilian,
Gostei dos seus relatos. Queira aproveitar o seu tabelão, mas o link não existe mais. Teria como você me mandar por email? Meu e-mai:helenroca@uol.com.br;
Obrigada pela atenção.Ótimo o seu blog.
Helenice

Anônimo disse...

Muito bom o post! Quero conhecer Tudo isso pessoalmente! Em breve!! :)