Páginas

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Natal 2008 - Quarto Dia - Ponta Negra e Artesanato


1. Morro do Careca - 2. e 3. Piscina do hotel

Dia de passeio? Não!!!

Mas a agência veio nos buscar mesmo assim... rsrsrsrs... povo enrolado... O que eles conseguiram foi nos acordar às 8:00 da madrugada... No fim foi bom, porque fomos acordando para tomar café por volta das 9:00.

Depois do café e da maratona do filtro solar, pegamos o caminho da praia, ou seja, caminhar na areia molhada... Ô coisa boa, sô! – Fomos até o Morro do Careca, mais ou menos meia hora de caminhada, parando aos pés desta famosa duna para uma caipiroska bem gelada (R$ 5,00) e um mergulho no mar, que é bem tranquilo e limpo nesta parte da praia.
Detalhes a notar em Natal: o barzinho onde pedimos a caipiroska (assim como muitos em toda a Grande Natal) tinha ótimos preços, mas 2 tipos de lugares distintos para sentar-se... As mesinhas com guarda-sol não exigiam consumação mínima, já as espreguiçadeiras, R$ 10,00 por pessoa... Chupa essa manga!

Claro que se fosse mais perto do almoço e a gente não estivesse tão satisfeito com o café da manhã, com uma caipiroska (R$ 5,00), uma água de côco (R$ 2,00) e uma porção de camarão frito (R$ 18,00), já seria suficiente para pagar a consumação e mais um pouco, mas não foi o caso.
Na caminhada de volta, compramos uma água de côco (R$ 1,00) e ainda 2 pacotinhos de sândalo (saches perfumados) por R$ 4,00, que era o preço de 1 pacotinho... Pechinchar é a alma do negócio...

De volta ao hotel, piscina e uma boa leitura da Mafalda (Quino) e banho... tínhamos que pensar no almoço...

Decidimos ir ao Restaurante Camarões (http://www.camaroes.com.br/) – Sensacional! Ainda não tínhamos comido tão bem em Natal. Serviço excelente, local lindo, ambientação tudo de bom e preço justo para tudo o que oferecia. Nossa escolha foi um prato (gigantemente inesperado) de Camarão à milanesa, sobre risoto de arroz com manjericão, cobertos por molho de tomates frescos, mussarela e azeitonas pretas, tudo gratinado e ainda acompanhado de fritas, caipirinha e água de côco. Para finalizar, um café com balas de côco queimado acompanhando. R$ 60,00 o casal.

Saímos de lá com uma marmita literalmente, que demos para o carteiro que estava na rua do nosso hotel. Nem precisa dizer que ele adorou!

Depois disso, hotel e sesta!!!

E depois da sesta, outra caminhada, só que agora para compras, no Shopping do Artesanato Potiguar. Curiosidade: potiguar é como se chamam os nascidos no estado do Rio Grande do Norte.

No Shopping, ótimos preços, exceto para malharia em algodão natural (o povo abusa do turista), mas rendeu! Cerâmicas e redes tem preço excelente e se pagar em dinheiro a média de desconto é de 10% a 15%. Rede: de R$ 30,00 a R$ 130,00. (http://www.nataltrip.com/index.php?Fa=atr.inf&ATR_ID=38)

Sobre o artesanato de Natal: http://turismo.natal.rn.gov.br/artesanato/ctd-8.html

Um comentário:

Ana - Viajar é tudibom! disse...

O Hotel um luxo Lilian!
e os Camarões, aiiii deu água na boca!!!!!