Páginas

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

SANTIAGO NO VERÃO, Chile

Fabulosa: a Cordilheira vista do alto.
Nossa primeira viagem sem as crianças.

Tínhamos 3 dias para uma pequena comemoração de 11 anos de casados, em pleno mês de férias escolares e alta temporada. Por termos pouco tempo, resolvemos que deveríamos fazer uma viagem de no máximo 4 horas de avião. Então a pesquisa sobre o destino ficou entre nordeste brasileiro e capitais do Mercosul.

Nós já tínhamos ido a Santiago em 2008. Na oportunidade estávamos em 5 pessoas... 4 adultos e uma pequena de 18 meses. Outro perfil de viagem. Mas, exatamente por isso, resolvemos não ‘repetir’ lugares que já havíamos visitado. Para saber sobre esta outra viagem, acesse aqui.
E vamos a esta viagem, quase um ‘bate-e-volta’...

HOSPEDAGEM

Reservamos pelo Booking.com o apart hotel Lastarria Suites Apartments. Na procura por um autêntico BBB, mas temos ressalvas. Li relatos no Booking e no Tripadvisor sobre este local, com algumas críticas até severas, mas a localização era muito boa, e como desta vez estaríamos sem as crianças, optamos por encarar eventuais ‘desafios’.

Chegamos às 2:40, de uma sexta-feira, à recepção deste condomínio. São 4 prédios, de moradores e de empresas como o Lastarria Suites. Muitos aparts e muitos, muitos, muitos brasileiros.

Quando cheguei e informei meu apart, peguei a chave do apart com um bilhete para fazer o check-in na manhã seguinte, quando o pessoal estaria por lá.
Quarto ok... exatamente como nas fotos. Tinha uma copa equipada, uma sala pequena, quarto e banheiro. Chuveiro excelente. TV a cabo funcionando muito bem e o WI-FI gratuito excelente. A ressalva fica para o estado das toalhas de banho... puídas e com aquele branco encardido.
Não tinha nenhuma refeição incluída na diária. Mas havia um supermercado da rede Lider Express ao lado da portaria do hotel. Ali nos abastecemos para cafés e lanches.

O apartamento.
ROTEIRO

Dia 1: como nosso hotel estava bem no centro e Santiago é muito plana, resolvemos fazer tudo a pé.


Detalhes da arquitetura durante a caminhada para o Cerro.
- Parque Forestal: a caminho dos pontos turísticos abaixo, acabamos passando por este belo parque, que está entre duas grandes avenidas. Uma caminhada deliciosa, observando os monumentos e a rotina dos santiaguinos... às 11:00 havia pessoas à sombra lendo o jornal, casais de namorados aproveitando o sol e estirados na grama, crianças brincando no parquinho.


Parque Forestal.
- Patio Bellavista: um pequeno centro de restaurantes e lojas com artesanato ou produtos locais. Bem focado no turismo. Foi aqui que compramos brincos de lápis-lázuli com prata e tomamos um delicioso Pisco Sour no Open Café Restobar.


Nós, o Pátio Bellavista e o Pisco Sour.
- La Chascona – Casa Museu de Pablo Neruda: a bela casa do poeta, que foi comprada para sua amante, e que passou a ser sua esposa posteriormente. Audio-guias estão disponíveis em diversos idiomas, inclusive em português. Essa ferramenta permite que não seja mais necessário agendar horário para tours guiados. Facilita e flexibiliza muito. Gostamos demais. Dentro da casa não é permitido fotografar; somente nos jardins. As outras duas casas de Neruda também são museus abertos ao público e estão em Valparaíso e Isla Negra.

La Chascona.

- Cerro San Cristóbal: saindo da casa de Pablo Neruda, é possível caminhar mais algumas poucas quadras e estar aos pés deste morro, no Parquemet (Parque Metropolitano). Aqui está o Funicular que leva na primeira parada de subida ao Zoologico e na segunda parada, já no topo, ao mirante. A vista da cidade é linda e vale muito a pena a subida. Foi aí que comemos nossa tradicional empanada de pino (carne), que de tão grande valeu por um almoço.


O funicular e a vista espetacular de Santiago e da Cordilheira ao fundo.

- Costanera Center: descendo do Cerro, caminhamos até a estação de metrô Baquedano e tomamos o metrô até o Costanera Center, o novo shopping da cidade, com todas as lojas internacionais mais conhecidas, incluindo Victoria Secret’s, H&M, Mango, Zara e Lego. Também tem um mercado grande, da rede Jumbo, no andar térreo. Mas a esta altura do dia, com o calor que fazia e já tendo caminhado tanto, estávamos bem cansados. Então só tomamos um suco no restaurante Senz, acompanhado de um petisco, tipo nosso amendoim torrado, só que era milho torrado com sal...
Para os amantes das compras, tanto o Costanera Center, quanto o Parque Arauco possuem atendimento para os turistas e entregam cupons de descontos, apenas apresentando seu documento brasileiro ou passaporte.

Costanera Center: o shopping do momento em Santiago.

Dia 2:

 Vinícola Santa Rita.
- Vinícola Santa Rita: queríamos um passeio romântico nesta viagem, e sem dúvida essa foi a melhor escolha. A vinícola Santa Rita é linda! Compramos o passeio com a operadora Turistik e o passeio pode ser para conhecer a vinícola e todo o processo de produção do vinho, ou para fazer um Bike-Tour pelas plantações. Ambos são finalizados com uma degustação.
Nós optamos por conhecer o processo produtivo e a história do lugar, que envolve também a história da independência do Chile.

Paisagens lindas.
Aprendendo sobre os tipos de plantação, com a Cordilheira ao fundo.
Processo de produção, história e degustação.
Aí também estão um restaurante, uma cafetería e o Museu Andino. Pelo tempo que nos restou após o tour, conseguimos tomar um café tranquilo, mas não deu para conhecer o Museu ou almoçar. Caso você vá de carro, pode fazer algo assim, ou ainda contratar diretamente com a vinícola um pic-nic romântico ou em família.

O Museu Andino e a Panaderia.

- Tambo Perú: na volta do passeio, após um pequeno cochilo, seguimos caminhando do hotel pelo bairro Lastarria e paramos para comer no Tambo Perú. Excelente ceviche e o melhor pisco sour que provamos até hoje.

- Palacio La Moneda: na saída do restaurante, caminhamos pelo centro, observando a arquitetura antiga que se mistura à moderna; e paramos no Palacio para algumas fotos. Descemos ao Centro Cultural La Moneda, mas estavam trocando a exposição, então só olhamos as lojas de artesanato local e voltamos para o hotel.
Ceviche no Tambo Perú; arquitetura antiga e moderna no Centro; o Palácio La Moneda e arredores.
Se quiser acompanhar o roteiro, aqui no GoogleMaps, você pode encontrar:



E assim foi nosso ‘bate-e-volta’, pois voltamos no dia seguinte pela manhã.

Nenhum comentário: